OUÇA MÚSICAS INSPIRADAS

6 de ago de 2009

009 - Buscando a Face de Deus

Introdução:

No Salmo 27, Davi suplica a Deus com urgente e ardente oração. Ele clama no v. 7: "Ouve, Senhor, a minha voz; eu clamo; compadece-te de mim e responde-me."

Essa sua oração, focaliza um desejo, uma grande vontade, algo que o estava consumindo totalmente: "Uma coisa peço ao Senhor e a buscarei" (v.4a).

O que era esta coisa que Davi desejava acima de tudo - isso que ele fixou no coração como conquista, como alvo, como desejo? Ele mesmo nos diz quando afirma: "Que eu posso habitar na Casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a sua beleza, e para meditar no seu templo" (v. 4b).

Não se engane: Davi não era um asceta, evitando o mundo lá fora; não era um eremita, procurando se esconder solitário em um lugar deserto. Não, Davi era um homem apaixonado pela ação. Era um grande guerreiro, com imensas multidões cantando suas vitórias em batalha.

Era também apaixonado para estar em oração e em cumprir sua devoção, com um coração que anelava por Deus. Mais do que tudo, Davi era um adorador. Era um homem de louvor que agradecia a Deus por todas as Suas bênçãos. Ele vivia dizendo, que o Senhor Deus tinha lhe abençoado a cada dia. Mas, ainda assim, ao mesmo tempo Davi era um homem de lutas. Ele encarou muitos inimigos e problemas por toda a sua vida. Todo o inferno estava engajado em destruir este bom homem.

Na realidade, Davi agora enfrentava um exército inteiro acampado ao seu redor, inimigos ímpios que tinham jurado "destruí-lo" (v.2). Mas Davi não estava com medo. Ele sabia quem estava ao seu lado nas batalhas, aliás, desde a primeira batalha que enfrentou quando ainda era um jovem e cuidava das ovelhas de seu pai Jessé.

No primeiríssimo verso deste Salmo, ele declara: "A quem temerei?" (v. 1). Ele estava confiante na graça e na misericórdia de Deus, e sabia que o Senhor lhe daria força, veja: "O Senhor é a fortaleza da minha vida" (v. 1b). É claro que Davi continuaria como sempre, vivendo sua vida com paixão. Contudo, a despeito de todas as bênçãos que tinha experimentado, algo ainda estava faltando.

Olhando para trás, Davi viu uma necessidade na alma que ainda não havia sido atendida. Toda a sua vida convergia para este único ponto, e ele clama a Deus por isto. Davi queria uma intimidade espiritual sem interrupções com o seu Deus! Isto é o que Davi quis dizer quando orou: "Que eu posso habitar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar sua beleza e meditar no seu templo" (v.4). Aleluia!

Davi não estava falando aqui de deixar o trono a fim de morar fisicamente no templo de Deus. Não. Seu coração anelava por algo que ele viu e sentiu no espírito. Para Davi, tinha de haver algo mais do que o culto de adoração no domingo. Ele sentia que havia algo do Senhor que ele ainda não tinha obtido, e ele não iria descansar até encontrar.

Ele, em resumo, queria ter uma comunhão ininterrupta com o meu Deus. Ele conheceu vitórias, foi livrado tantas vezes, viu a mão de Deus realizar milagres, mas, ainda assim, ele ansiava por algo inabalável. Eu queria que sua vida fosse uma oração viva e contínua nas mãos de Deus.
mas, por que Davi buscava tanto a face de Deus?

1º - Creio que Davi estava enjoado do ritualismo religioso sem vida.

Este piedoso homem estava cansado das cerimônias vazias, assistindo sacerdotes e adoradores em meio a formas de religião sem vida. Davi via nos rituais somente uma forma de religião, uma forma sem poder. Esta, religião fria e ritualista, era a razão pela qual o povo abandona a sincera adoração e se volta para os ídolos.

Davi queria conhecer vida, a realidade existente atrás dos rituais religiosos. Quem era o cordeiro do sacrifício? Qual era a realidade por trás dos incensos, dos candelabros? O coração de Davi ansiava saber, e ele tomou uma decisão. Disse: Chega não posso continuar assim. Simplesmente não estou satisfeito. Eu não vou gastar o resto da vida com esses meus desejos espirituais sem serem atendidos. De agora em diante, tenho um objetivo, um alvo na vida. Eu vou habitar na presença do Senhor e inquiri-Lo até obter o que o meu coração deseja.

Eu acredito que há milhões de bons cristãos hoje em dia, que amam o Senhor, mas percebem que há algo faltando em suas vidas. Isto, porque, muitas igrejas estão vazias de vida. Porque muitos sermões pregados por muitos dos nossos pastores são tão mortos, por outro lado, há mensagens poderosas da parte de Deus, mas, muitos dos membros é que não levam a sério e nem mesmo se preocupam em ouvir e viver a Palavra de Deus.

Davi não foi aos seus pastores, Abiatar e Zadoque, para falar sobre o problema. Ainda assim ele não abandonou a igreja. De fato, ele nunca parou de ir à Casa de Deus. Em lugar disso, determinou e resolveu em seu coração procurar a intimidade com Deus até que ele conseguisse conhecê-Lo intimamente.

Então Davi orou: "Ouve, Senhor, a minha voz; eu clamo; compadece-te de mim e responde-me" (v.7). Em outras palavras: "Senhor, eu quero ter um relacionamento ininterrupto contigo. Por favor, o que preciso para alcançar o meu desejo?".

Deus respondeu com estas simples palavras: "Buscai a minha presença" (v.8a). Davi respondeu a voz de Deus que falava no seu íntimo: “buscarei, pois, Senhor, a tua presença." (v.8b).

2º - Creio que Davi estava buscando tremendamente a Presença de Deus.

A presença de Deus é à Sua semelhança, a Sua imagem, o Seu reflexo. O Senhor revelou a Davi como satisfazer seus desejos: refletindo Deus na sua própria vida.

Como se Deus estivesse dizendo para Davi e para cada um de nós hoje aqui: “Aprenda de Mim. Busque a Minha Palavra, e ore para entendê-la buscando através do Espírito Santo, então você poderá ser como foi criado, sendo a imagem e semelhança de Deus”.

Deus quer que possamos refletir o seu caráter de tal maneira que todos possam ver Cristo através de nós, de nossas atitudes, do nosso comportamento, da nossa santidade. Isto é mais do que meramente um chamado à oração. Davi já orava sete vezes por dia. De fato, foram as orações de Davi que criaram nele esta paixão em conhecer o Senhor. Não, este chamado de Deus era para ter fome de um estilo de vida que refletisse totalmente quem é Deus.

Veja, no Calvário, Deus assumiu um rosto humano. Jesus veio à terra como homem, Deus encarnado. E fez isso para que pudesse sentir a nossa dor, ser tentado e provado como nós somos, e nos mostrar o Pai. As escrituras chamam Jesus de a expressão exata (isto é, a exata semelhança) de Deus. Ele é a mesma essência e substância de Deus Pai (veja Hb 1.3), o mesmo "entalhe". Resumindo, Ele é "tal como" o Pai em todos os sentidos.

Ainda até hoje, Jesus Cristo é a face, ou a própria semelhança de Deus na terra. E por causa dEle, nós temos ininterrupta comunhão com o Pai. Através da cruz, temos o privilégio de "ver a Sua face", de tocá-Lo. Nós podemos e devemos viver como Ele, testificou quando disse "Nada faço senão o que vejo e ouço do Senhor".

Hoje, quando Deus nos diz que devemos buscar a Sua presença, Suas palavras devem ter mais implicações do que em qualquer outro período da história. Por quê?
Porque a Igreja de hoje tem se distanciado muito do Senhor, pois cada um de seus membros só quer e só pensam em si mesmos, nos bens materiais, e quando O buscam, só O buscam por causa dos “pães”, isto é, dos benefícios materiais.
Precisamos voltar a simplicidade do evangelho, do evangelho em que possamos crer em milagres, que confiávamos que Deus iria nos suprir, que vínhamos a Igreja com alegria e não ficávamos em frente da televisão, etc, etc. Precisamos voltar a desejar buscar ao Senhor e o Seu poder.

3º - Creio que Deus tem algo a nos dizer sobre tudo isto.

O que temos visto por aí e por aqui também bem próximo de nós, são um grupo de Igrejas que fazem de tudo (tudo mesmo) para terem seus bancos cheios e seus cultos super, hiper lotados.

Ouvi de um presbítero nosso há poucos dias, que uma Igreja Evangélica perto de sua casa, que anda cheiíssima, com uma verdadeira multidão em seus cultos, que todos pintaram os cabelos de uma determinada cor (creio que foi verde) porque foi revelado (??).

E assim, é aqui e acolá. Tudo pode, tudo é possível, tudo justifica, pois o intento desses não é buscar a presença de Deus, de ter intimidade com o Senhor, e sim, ter um espetáculo no culto, e uma grande renda, no final das ofertas.

Fico a me perguntar: O que Deus tem a nos dizer sobre tudo isto?

Deus nos dá a mesma resposta que deu a Davi, quando este piedoso homem se viu cercado por um bando de idólatras: "Busque a minha presença". Este deve ser o nosso único e consumidor desejo na vida. Nossa única missão é estar em contínua, ininterrupta comunhão com o Cristo, uma intimidade muito pessoal com o Pai, e, intensa comunhão com o Espírito Santo.

E devemos fazer tudo isto com um único propósito: que possamos ser como Ele é. Que nos tornemos Sua expressão exata, tal que os que buscam o verdadeiro Cristo O vejam em nós.

Todo o evangelismo, toda a colheita de almas, todo o trabalho de missões será em vão, a menos que contemplemos a face de Jesus e sejamos continuamente transformados em Sua imagem. Jesus nos chamou para refletir Sua presença a um mundo perdido, que está confuso sobre quem Ele é.

Conclusão:

Estamos nos últimos dias, ninguém duvide disso. As religiões e a filosofia anticristã estão cada vez mais em moda. São pregadas e difundidas pela mídia sem nenhum temor. A “Nova Igreja Evangélica Emergente” é um misto de cristianismo com prática das religiões orientais, somado ao desejo desenfreado de seus líderes pelo poder e pelas altas somas financeiras que lhes vêem as mãos.

Por outro lado, a Igreja evangélica tradicional entregue ao seu comodismo e ritualismo, onde não se envolve e nem quer saber do que está acontecendo ao seu redor, nem mesmo de seus próprios “filhos na fé” que estão entregue a própria sorte diante disso tudo.

Não tenham dúvidas: Jesus Cristo está voltando, pois estes são alguns dos sinais da Sua volta.

Situação semelhante, como vimos, passou Davi, e deixou lição, pois a única coisa que devemos fazer é BUSCAR AO SENHOR.

Se O buscarmos, se estivermos em total e íntima comunhão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Daí, devemos receber a mesma palavra que o Senhor deu a Davi: “Espera pelo Senhor, tem bom ânimo e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo Senhor” (v. 14). Assim seja! Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário