OUÇA MÚSICAS INSPIRADAS

2 de out de 2009

18 - Com Deus nada é Impossível

Veja o texto de Hebreus 6. 4-6: "É imposível, pois, que aqueles que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus e os poderes do mundo vindouro, e caíram, sim, é impossível outra vez renová-los para arrependimento, visto que, de novo, estão crucificando para si mesmos o Filho de Deus e expondo-o à ignomínia."

Introdução:

Conheço pessoas que vivem com medo e em terror contínuos. Essa sensação terrível começou para elas no dia em que se afastaram do Senhor.
Muitas delas tinham sido gloriosamente salvas, e cheias do Espírito de Deus. Haviam testificado do poder da graça de Deus, e sido testemunhas efetivas do evangelho; haviam aconselhado a muitos em suas igrejas, ministrando-lhes o amor de Cristo.
Até que um dia, em meio a dissabores, disseram: “Chega. Não quero mais esta vida. Quero gozar a vida. Beber um pouco, me divertir, uma festa de vez em quando. Não quero ir longe demais. Só quero um pouco de diversão”.
Então, abandonaram a fé. Notem estes não era nenhum incrédulo, cego espiritualmente. Tinha uma base bíblica forte. Fora equipado com a verdade do evangelho; havia permitido que o Santo Espírito se movesse nele, e o convencesse. E experimentou alegria no servir ao Senhor.
Mas agora é o total oposto do cristão. Caiu de maneira total e absoluta no pecado; carrega dolorosa tristeza no coração. Convenceu-se de que agora atravessou uma linha, e não pode mais voltar. Ele se vê afastado demais, preso demais ao pecado, para poder algum dia voltar para Deus.
Conhecem o texto bíblico, de Hebreus 6.4-6 que diz: “É impossível, pois, que aqueles que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus e os poderes do mundo vindouro, e caíram, sim, é impossível outra vez renová-los para arrependimento, visto que, de novo, estão crucificando para si mesmos o Filho de Deus e expondo-o à ignomínia”.
Este texto apaga o último raio de esperança. Agora, aqueles que se afastaram sentem-se condenados à maldição eterna. Hoje, milhares de pessoas que no passado foram crentes fiéis, estão na mesma situação.
A certa altura, saíram da presença de Deus, pecaram de modo repulsivo, e caíram da graça. Agora estão vivendo em oposição direta à incrível luz que um dia receberam. E estão convencidos de que inexiste qualquer esperança de algum dia voltarem para Cristo.
Isso descreve você, ou alguém que você conheça? Se é assim, Deus quer lhe dar uma mensagem que pode mudar totalmente a sua vida. Amém?
Nos últimos trinta anos em meu ministério, tenho visto muitas pessoas perdidas vindo a Cristo. Tenho testemunhado que muitas pessoas chegarem à salvação em Jesus. Muitas destas haviam sido consideradas casos totalmente desesperadores.
Observei que estas pessoas foram maravilhosamente transformadas pelo poder de Cristo. Mesmo assim, às vezes Satanás seduzia alguns destes convertidos a voltarem à vida antiga. Uma vez caídos, o diabo berrava em seus ouvidos: “Você está amarrado demais para algum dia ficar livre. Você está amaldiçoado, é fraco, e não tem condições de se libertar. Agora você nunca mais pode voltar para Jesus”.
Quero examinar hoje o significado da passagem de Hebreus 6.4-6: “É impossível... renová-los”.
Para quem, exatamente, isso é impossível?
1. É Impossível para qualquer Pastor ou para qualquer leigo alcançar alguém nessa situação.
Parece que quanto mais espiritual a pessoa era, mais difícil é alcançá-la quando cai. Você pode falar a ela como oráculo de Deus, viver a emoção da cruz na frente dela, passar-lhe a intimidade do coração de Jesus - porém mesmo assim, seu coração continua uma pedra.
Jeremias profetiza sobre esta situação: “Dir-lhe-ás, pois, todas estas palavras, mas não te darão ouvidos; chamá-los-ás, mas não te responderão” (Jeremias 7.27).
Já vi muitos perdidos responderem á pregação da Palavra de Deus. Estes incluíam os mais vis pecadores e antes de estas pessoas virem a Jesus, eram insensíveis no pecado.
Pode crer: é impossível para qualquer pessoa alcançar e renovar estes crentes que caíram. Porque eles permitiram que o diabo lhes convencesse: “Você pecou em demasia contra a luz. Agora é tarde demais. Simplesmente não dá para você ser alcançado”.

(Para quem, exatamente, é impossível renová-los de novo ao arrependimento?)
2. É Impossível que os entes queridos e os amigos os renovem.
Um esposo, por mais amoroso e dedicado que seja, não consegue derreter o coração de uma esposa, que se afastou da Casa de Deus e do próprio Senhor.
Ela simplesmente não se comove, nem por lágrimas e nem pela ternura. Ela parece estar totalmente fora do alcance de qualquer gesto ou poder humano.
Também, já vi o mesmo tipo de distanciamento em esposos rebeldes e enganosos, que deixam a família. As esposas suplicam. Os filhos agarram as pernas do pai e choram. Mas nada pode mover estes homens. Não há amor humano que os possa alcançar. O amor humano e os argumentos simplesmente não conseguem romper o domínio deste tipo de pecado.
(Para quem, exatamente, é impossível renová-los de novo ao arrependimento?)
3. Nem mesmo o medo do Inferno ou do Juízo consegue tocá-los.
Esse que se afastou, sabe muito bem que o salário do pecado é a morte. Também sabe que todo pecado que cometia estava sendo registrado, acrescentando à pessoa o peso da culpa.
Muitos cristãos que caíram dizem: “Por que pensar no inferno iria me incomodar? Eu já estou no inferno”. De certa maneira, estão certos: é um inferno levantar todo dia com uma nuvem escura em cima da cabeça. É um inferno ser controlado por um hábito que você não consegue controlar, vivendo como animal, buscando só prazer.
É um inferno mesmo perder a fé, perder a esperança, perder a família e os entes queridos. No fim, a pessoa fica sozinha unicamente com o seu "eu" pecador. A Pessoa foi alijada de Deus, totalmente consciente do fato, de ter cuspido em Sua face.
Aquele crente pecou contra a incrível Luz. Ele experimentou a maravilhosa palavra de Deus. E está crucificando Jesus diariamente, expondo-O abertamente à ignomínia. Ele está se afastando da cruz, se aprofundando no pecado. Sim, é impossível para qualquer pastor, ou ente querido, ou qualquer advertência quanto ao julgamento de Deus, levá-lo ao arrependimento.
Porém, em nenhum lugar das escrituras diz que é impossível para Deus operar essa obra na pessoa. Jesus nos diz que com Deus nada é impossível: “Os impossíveis dos homens são possíveis para Deus” (Lucas 18. 27). Aleluia!
Em verdade, nenhuma pessoa se afastou tanto a ponto de o Senhor não poder restaurá-la. Jeremias diz: “Porque assim diz o Senhor: Teu mal é incurável, a tua chaga é dolorosa. Não há quem defenda a tua causa; para a tua ferida não tens remédios nem emplasto. Todos os teus amantes se esqueceram de ti, já não perguntam por ti; porque te feri com ferida de inimigo e com castigo de cruel, por causa da grandeza da tua maldade e da multidão de teus pecados...Tua dor é incurável. Por causa da grandeza de tua maldade e da multidão de teus pecados é que eu fiz estas cousas” (Jeremias 30. 12-15).
O Senhor está dizendo: “Os seus terríveis pecados lhe deixaram doente e enfermo. Você se tornou completamente depravado. E agora a ferida está tão profunda, que não pode ser curada. Você não tem remédio”. Contudo, nunca é impossível para Deus.
Apenas dois versículos adiante, o Senhor diz à estas mesmas pessoas incuráveis: “Porque te restaurarei a saúde e curarei as tuas chagas... pois te chamaram a repudiada, dizendo: É Sião, já ninguém pergunta por ela” (Jr 30.17).
Amado, o mundo pode lhe descartar. Mesmo sua família, e seus amigos podem desistir de você. Mas Deus promete: “Nunca te deixarei. Vou te resgatar, e curar todas as feridas de teu corpo e de tua alma”. Aleluia!
Talvez, tenha sido Satanás, que tenha lhe convencido que Deus desistiu de você.
Davi diz que as pessoas o descartaram, também: “dizendo: Deus o desamparou...pois não há quem o livre” (Salmo 71.11). Então, o quê fez Davi? Das profundezas do desespero ele clamou: “Deus, me ajude” (veja 71.12). O Senhor ouviu o grito de Davi e o restaurou: “Tu, que me tens feito ver muitas angústias e males, me restaurarás ainda a vida e de novo me tirarás dos abismos da terra. Aumenta a minha grandeza, conforta-me novamente” (Salmo 71. 20-21).
Talvez, Hebreus 6.4-6 tenha convencido a muitos que eles não possam ser renovados para o arrependimento. O fato é: toda vez que Deus ouve o nosso grito profundo e arrependido, o Seu coração é movido. Ele fielmente responde ao nosso clamor, nos restaurando, nos curando, e nos renovando para o arrependimento.
Não pense que você pode esperar chegar outra hora para invocar ao Senhor. A hora para a sua renovação é agora.
Então, clame a Ele hoje. Ele é fiel para lhe livrar, e restaurar tudo que o gafanhoto devorou. Ele deseja ardentemente lhe dar um coração novo, e um novo começo. Nada é impossível com Ele!
Conclusão:
Se nada é impossível para Deus, devemos crer que também não será impossível evangelizarmos milhares de pessoas num só dia: o dia de finados.
Talvez seria impossível para mim, como Pastor, para as famílias daqueles que estão sem Cristo, mas para Deus não.
Vamos interceder. Vamos nos engajar. Vamos ofertar para pagarmos as despesas. Vamos trabalhar.
Quem vai realizar os impossíveis é o Senhor. Amém?
Glória a Deus! Aleluia! Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário